CCV Alviela no Twitter CCV Alviela no Linkedin CCV Alviela no Youtube CCV Alviela no Facebook CCV Alviela no Google+ CCV Alviela no Instagram
 
Logotipo Centro
INSCREVA-SE NA MAILING LIST:
Nome: E-mail:
logo Rede de Centros Ciência Viva
logo Escite
Logo certificação Herity
Logo Natura 2000 Award
logo Roteiro de Minas e Pontos de Interesse Geológico
O Centro nas Redes Sociais:
Logotipos Redes Sociais
 
Banner da zona
 

NASCENTE DO ALVIELA

A nascente dos Olhos de Água do Alviela é uma das mais importantes do nosso país, chegando a debitar 17 mil litros por segundo, ou seja, 1,5 milhões de metros cúbicos de água por dia (pico de cheia). Desde 1880 até bem próximo da atualidade, a nascente do Alviela foi uma das principais fontes de abastecimento de água à cidade de Lisboa (através do Aqueduto do Alviela), e ainda hoje “abre portas” a um dos maiores reservatórios de água doce do país.

A nascente do rio Alviela situa-se na transição entre o Maciço Calcário Estremenho e a Bacia Terciária do Tejo. A sua bacia de alimentação estende-se ao longo de cerca de 180 km2, onde a água percorre verdadeiros labirintos subterrâneos até chegar à nascente.

O rio Alviela é alimentado durante todo o ano por uma nascente permanente, mas em períodos de maior precipitação a água é também expelida através de nascentes temporárias, nomeadamente por uma saída temporária de extravasamento situada junto à nascente principal (Olhos de Água) e por uma outra situada junto ao Poço Escuro.

Mas nada melhor que uma passagem pelo Centro Ciência Viva do Alviela – CARSOSCÓPIO para compreender a importância da nascente do Alviela e sua envolvente natural, assim como os fenómenos geológicos que estiveram na sua origem.

Ver fotografias



 

 
         
Câmara Municipal de Alcanena Agência Ciência Viva Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas Instituto Politécnico de Leiria